6. O Pecado

Um dos temas centrais da Bíblia é o pecado. Êsse tema oferece-nos uma revisão da origem, natureza e consequências do pecado, e mostra-nos também a solução para o problema.

O pecado é:

A transgressão das leis de Deus – Daniel 9:5; Romanos 5:13; Tiago 2:9; 1João 3:4.

Injustiça – Êxodo 20:5; 34:7; Números 14:18; Deuteronómio 5:9; 1 Reis 8:47; 2 Crónicas 6:37; Isaías 1:4; 13:11; 53:6; 59:12; Jeremia 30:14.

Contravenção involuntária dos comandos de Deus – Levíitico 4:2,13,22,27; Hebreus 5:2.

Adultério e fornicação – Levítico 20:10; 1 Coríntios 5:11;6:9, Galatas 5:19; Efésios 5:3; Colossenses 3:5.

Relações lésbicas e homosexuais – Levítico 18:22; 20:13; Romanos 1:26-28; 1 Coríntios 6:10;

Participação em actividades ocúlticas – Levítico 18:21; 20:27; Deuteronómio 18:9-14; 1 Coríntios 10:7,14,19-20; Apocalipse 2:20.

O amor ao dinheiro – Mateus 13:22; 19:23-24; Lucas 12:15; 1 Timóteo 6:7-10; 2 Timóteo 3:2; Apocalipse 3:17.

Bebedeira e outras formas de vício – Provérbios 20:1; 23:20,29-36; Isaías 5:11, 22; 28:7; Romanos 13:13; 1 Coríntios 5:11; 6:10; Galatas 5:21; Efésios 5:18; 2 Pedro 2:19.

Negligência no cumprimento do dever – Mateus 23:3; Lucas 6:46-49; João 13:17; 15:22; Tiago 4:17.

Toda a acção condenada pela consciência – Lucas 12:47; João 9:41; 15:22; Romanos 14:14; 1 Coríntios 8:7.

Toda a acção isenta de fé – Romanos 14:23.

Pensamentos do coração não regenerado – Génesis 6:5; 8:21; Provérbios 6:14; 15:26;  Isaías 59:7;Jeremia 17:9;18:12; Ezequiel 11:2.

A origem e habitação do Diabo

O Diabo é a causa do pecado e o pai de todos os pecadores – João 8:44; 1ª de João 3:8;

O pecado entrou no mundo através de Adão – Genesis 3:6-12; Romanos 5:12-19; 1 Timóteo 2:14;

Todas as pessoas nascem em pecado – Genesis 8:21; Job 15:14; 25:4; Salmo 51:7; 58:4; Isías 48:8; João 3:6;

O pecado vem do coração – Salmo 95:10; Isaías 57:17; Mateus 15:19; Marcos 7:21-23; Hebreus 3:10.

Todo a pessoa é  pecadora – 1 Reis 8:46; 2 Crónicas 6:36; Salmos 14:1-3; 53:2-4; 106:6; Provérbios 20:9; Eclesiastes 7:20; Isaías 64:6; Romanos 3:10,12,23; 5:12; Galatas 3:22; Tiago 3:2;1ª João 1:8; 5:19.

Aquele que diz que não tem pecado é  mentiroso – 1ªJoão 1:8; E tal pessoa também faz de Deus um mentiroso – 1ªde João 1:10.

Apenas Jesus Cristo não tinha pecado – João 8:46; 2 Coríntios 5:21; Hebreus 4:15; 7:26; 1ª Pedro 2:22; 1ª de João 3:5.

O pecado é chamado

Transgressões e rebelião contra Deus – Isaías 1:28; 59:13; 65:2; Lamentações 3:42; Daniel 9:5; Tito 1:16.

Uma abominação para o Senhor – Provérbios 15:9; Jeremia 44:4.

O fruto do desejo – Tiago 1:15.

Sujeira, poluição ou imundícia – Levítico 15:31; 16:19; Esdras 9:11; Ezequiel 24:13; 36:17,25,29;  Zacaria 13:1; Mateus 15:18-20; Marcos 7:20-23; 2 Coríntios 7:1; 1 Tessalonicenses 4:7; Tiago 1:27; 2 Pedro 2:20;

Obras da escuridão – Isaías 29:15; Romanos 13:12; Efésios 5:11.

Obras do Diabo – João 8:41,44; 1ª de João 3:8.

Obras da carne – Galatas 5:19.

Amor e amizade do mundo – 1ª de João 2:15-16;  Romanos 12:2; Tiago 4:4;

Obras mortas – Hebreus 6:1; 9:14.

Ferroada da morte – 1 Coríntios 15:56.

Viver em pecado significa:

Caminhar de acôrdo com a carne – Romanos 7:15; 8:1:5; 2 Coríntios 10:2; Galatas 5:13; 2 Pedro 2:10.

Submissão aos desejos desenfreados da carne – Romanos 1:24; 13:14; Galatas 5:16; Efésios 2:3; 1 Tessalonicenses 4:5; 1 Pedro 1:14; 4:2-3; 2 Pedro 2:10; 3:3; Judas verso 16.

Caminhar em escuridão espiritual – Provérbios 2:13; Isaías 9:2; Mateus 4:16; Lucas 1:79; 11:34; Actos 26:18; Romanos 1:21; Efésios 5:8; 1ª João 1:6; 2:11.

O contexto situacional do pecado

Pecados nacionais – (Provérbios 14:34). Os pecados nacionais são cometidos quando um país inclui o pecado na sua constituição e noutros documentos políticos, aceitando-o e protegendo-o. Podem conseguir isso negando a autoridade suprema de Deus nessa constituição, rejeitando Jesus como Salvador, Rei e Filho de Deus, e associando-se abertamente a  uma ou mais religiões falsas, aceitando e permitindo a homosexualidade, legalizando a prostituição e o jôgo, oferecendo educação multi-raligiosa, promovendo o humanismo e atacando de várias outras formas os princípios Cristãos na sociedade. Israel e os seus dirigentes em Jerusalem, cometeram pecados nacionais contra o Messias e pagaram por isso  elevado preço (Lucas 19:41-44).

Pecados por chefes de estado (2 Samuel 24:10-17) – Há chefes de estado autocráticos que adoptam decisões ou fazem coisas contrárias à vontade de Deus, e depois  tomam sôbre si total responsabilidade pelas suas acções. É apenas depois da maioria dos seus súbditos seguir os seus exemplos pecadores, que essas acções se transformam em pecados nacionais, pelos quais toda a nação é punida.

Pecados pessoais (Salmo 51:5) – Actos pecaminosos são  na maioria cometidos por indivíduos, e colocam êstes  numa posição de condenação  pelo Senhor ( Provérbios  28:13; Romanos 6:23).

Pecados secretos (Salmo 19:12; 90:8) – Muitas pessoas argumentam erradamente, que os pecados secretos bem como os maus pensamentos desconhecidos doutras pessoas, não as acusam ou trazem qualquer culpa  sôbre si ou as afectam. No entanto, todo e qualquer pensamento deve ser cativo da obediência de Cristo (2 Coríntios 10:5).

Pecados cometidos abertamente (1 Timóteo 5:24) – Os pecados cometidos abertamente e com aprovação pública, estão igualmente mal, e são puníveis aos olhos de Deus. A sociedade e os seus costumes, não constituem a nossa norma para a determinação do  pecado e da justiça. Apenas a palavra de Deus.  

Pecados sem vergonha (Isaías 3:9) – Os pecadores endurecidos fazem as suas obras más em público, sem qualquer vergonha ou remorso pelo que fazem.

Pecados da juventude (Salmo 25:7) – Êstes também devem ser confessados.

Tentações subtís

As mais subtís tentações do pecado, são as que parecem mais próximas do propósito de Deus para as nossas vidas, que é procurarmos ser conforme a Sua imagem. O grande pecado de Lucifer foi: “Eu hei-de ser como o Altíssimo” (Isaías 14:14). Êle tentou o homem com o mesmo tipo de decepção: “Tu serás como Deus” (Génesis 3:5). O Anticristo vai cometer também o mesmo pecado, pois vai ”sentar-se como Deus no templo de Deus, proclamando ser Deus” (2 Tessalonicenses  2:4). Êle vai fazer isso, num esfôrço para ser adorado pessoalmente como ”Deus” pelos povos da Terra.

É pecado uma pessoa fazer-se passar por igual a Deus, para ser adorada como deus. Um ser humano nunca pode obter ou imitar os atributos naturais de Deus, como por exemplo, o Seu poder criador, a Sua  perfeita sabedoria, o Seu direito de perdoar pecados, a Sua autoridade sôbre a vida e a morte, e a Sua absoluta perfeição. A nós só nos é comandado sermos conforme os atributos morais de Deus, de maneira a que a Sua santidade, rectidão, amor e perdão possam ser vistos em nós. Devemos ser  sempre humildes e lembrar que somos apenas servos e discípulos do Senhor Jesus. Nós estamos profundamente dependentes d’Êle, porque, por nosso próprio mérito, somos apenas nada (João 15:5).  

Temos a grande responsabilidade de discernir e rejeitar as mentiras religiosas do Diabo e dos seus profetas falsos (1 João 4:1). E isso também inclui  as mensagens do evangelho “que soam bem”, em que são mencionadas todas as bençãos que o Senhor Jesus tem em reserva para nós, mas que não mencionam o julgamento de Deus sôbre o pecado, nem o significado completo da morte redentora de Cristo na cruz ou o sangue que Êle verteu por nós. Há muitas destas mensagens “piedosas” em circulação hoje em dia, em que as pessoas não são explìcitamente levadas à convicção dos seus pecados, nem são confrontadas com a morte apaziguadora do Salvador na cruz em pagamento pelos nossos pecados. Êle veio para nos lavar dos nossos pecados (Hebreus 1:3), mas, para isso nos ser conferido, temos em primeiro lugar de compreender a natureza total e extensão dos nossos pecados. Quando êstes factos básicos sôbre o pecado são escondidos, a mensagem do evangelho é pervertida.

Jesus Cristo:

Veio para perdoar os nossos pecados e para nos livrar dêles – João 1:29; Actos 5:31; Hebreus 9:26; 1ª João 3:5.

Veio para salvar os pecadores – Mateus 1:21; 9:13;18:11. Marcos 2:17; Lucas 5:32; 1 Timóteo 1:15.

Ofereceu-Se pelos nossos pecados – Galatas 1:4; Tito 2:14.

Morreu pelos nossos pecados – Isaías 53:8; Romanos 6:10; 1 Coríntios 15:3; 1 Pedro 3:18.

Morreu pelos pecadores – Romanos 5:6,8; Hebreus 2:9, 9:15.

Carregou com os nossos pecados – Isaaías 53:4,11,12; 2 Coríntios 5:21;  1Pedro 2:24.

Deu-nos a redenção através do Seu sangue – Mateus 26:28; Efésios 1:7; Colossenses 1:14.

Limpou os nossos pecados com o Seu sangue – Tito 2:14; Hebreus 1:3; 9:14; 1 João 1:7; Apocalipse 1:5.

A suficiência da graça para o perdão do pecado

A graça é mais abundante que o pecado – Romanos 5:20.

Devemos nós continuar a pecar para que a graça abunde? – Romanos 6:1-2,15.

Há perdão para todos – Isaías 1:18; Jeremia 33:8; Mateus 12:31-32; Marcos 3:28; Lucas 12:10.

Depois do arrependimento, já não há mais sacrifício para  perdoar a negação voluntária, difamação e rejeição de Cristo – Hebreus 6:4-6;10:26-31; 12:16-17.

Compromisso pessoal

Louvo a Deus pelo que Êle fez na cruz do Golgota para nos salvar do pecado e também por destruir o poder do pecado para que o pecado não possa ter domínio sôbre nós. O homem antigo, que cresce em corrupção de acôrdo com os desejos enganadores, pode ser afastado e conquistado.  Dou graças a Deus pela contínua limpeza de todo o pecado pelo sangue do Cordeiro. Compreendo que, como ser humano, posso tropeçar e pecar de novo, mas oro a Deus por um caminhar mais perto do Senhor, e por uma maior sensibilidade para reconhecer o pecado, de forma a não ser vítima da decepção e da tentação. Possam as palavras da minha bôca e a meditação do meu coração ser aceites a Seus olhos (Salmo 19:14).

Perguntas

1.  Descreva a natureza do pecado em relação à lei de Deus.

2.  Explique o pecado da homosexualidade.

3.  Onde é que se proibe, na Bíblia, a adoração dos antepassados, a bruxaria e a magia?

4.  Dê três exemplos de pecados nacionais.

5.  Como é que podemos ser limpos dos nossos pecados?