4. A Palavra De Deus

A palavra Bíblia, deriva da palavra grega "Bíblia", que significa Livros. A Bíblia é composta de um Velho Testamento com 39 livros e de um Novo Testamento de 27 livros – um total de 66  livros. Êstes livros foram escritos em  alturas diferentes, em muitos lugares diferentes, mas foram colecionados sob a direcção do Espírito de Deus, e formam um todo maravilhoso. Na própria Bíblia, êstes livros são designados como "Escrituras sagradas" (2ª a Timóteo 3:15). Todas elas constituem a Palavra de Deus, porque os autores escreveram-nas sob a inspiração do Espírito Santo. (2ª de Pedro 1:21).

Nós estamos a viver numa época de grande afastamento da verdade, e os Cristãos Evangélicos devem observar e honrar a Bíblia. A Palavra de Deus é uma dádiva preciosa que nos foi dada. Ela é viva e dinâmica e preenche várias necessidades espirituais nas nossas vidas. A Palavra tem, segundo as suas próprias afirmações, as seguintes características:

É a revelação de Deus e das Suas obras

Em primeiro lugar, deve compreender-se, que a Bíblia não contem palavras dos homens, mas sim a Palavra de Deus. Ela revela a natureza do Deus Triune, as obras da Sua criação incluindo a origem do homem, a existência e planos de um reino hostil dirigido por Satanás, expulso do céu por Deus, o depravamento moral e imoralidade espiritual da humanidade devido à queda do homem, o chamamento de Israel por Deus e a dádiva das Suas leis de justiça, a Sua graça salvadora para a humanidade inteira através da morte e ressurreição de Jesus Cristo, a ira de Deus sôbre os maus que rejeitam a Sua oferta de salvação, a Segunda Vinda de Cristo, o estabelecimento do reino do céu na Terra e o futuro da humanidade – os salvos no novo céu e na nova terra e os velhacos com Satanás e seus demónios no lago de fôgo. Uma grande parte da Bíblia é dedicada ao apôio do crescimento espiritual dos crentes, equipando-os e dando-lhes o poder necessário para poderem enfrentar toda a decepção espiritual do mundo hostil (2ª a Timóteo 3:16-17). A Bíblia não é uma colecção de pensamentos humanos sôbre Deus, mas sim um Livro que nos foi "dado" por Deus (2ª a Timóteo 3:16; 2ª de Pedro 1:21). A inspiração divina e a infalibilidade da Bíblia conforme escrita nas línguas originais, está firmemente estabelecida – entre outras coisas pelo notável cumprimento de profecias. A clara revelação de Jesus Cristo como Deus Filho, está acima de toda a especulação e vão raciocínio.

Está associada a uma Pessoa

Todas as promessas de Deus na Bíblia estão relacionadas com uma Pessoa – o Senhor Jesus Cristo. Êle é a Palavra encarnada (João 1:1,4,14). A Palavra falada e escrita de Deus dá testemunho do Salvador Jesus Cristo, e está portanto ìntimamente associada com Êle. N' Êle todas as promessas da Bíblia são Sim e Amen, pois Êle pagou o preço do seu cumprimento na cruz (2ª aos Coríntios 1:20; Efésios 1:7). Devido ao relacionamento íntimo entre Cristo e a Palavra, não podemos conhecer e amar o Senhor completamente, se não estudarmos com dedicação a Sua Palavra (João 14:23).

Ela tem poder criador

A Palavra de Deus tem também poder criador (2ª de Pedro 3:5) nas vidas das pessoas que se encontravam mortas nos seus pecados e iniquidades (Romanos 1:16).Todos os verdadeiros crentes sabem que existe poder vivificante na Palavra que procede da bôca do Senhor. O centurião romano crente disse a Jesus: "...basta dizeres uma palavra e o meu servo será  curado" (Mateus 8:8).

Ela é pura

A infalibilidade e perfeição da Palavra, são prova do facto que ela é absolutamente pura. Ela é inalterável e digna de confiança (Salmos 12:6; 119:140). É digna de toda a aceitação, ao afirmar que Jesus Cristo veio ao mundo para salvar pecadores (1ª a Timóteo 1:15).

Ela é como um incêndio e um martelo

A Palavra é como um incêndio devorador e como um martelo que faz uma rocha em pedaços (Jeremias 23:29). Pode amolecer o coraçõo mais duro e quebrar qualquer muralha de resistência. Quando se tem um espírito ensinável e recebemos a Palavra nos nossos corações e mentes, ela é como um fôgo que consumirá todas as teorias e falsas ideias humanas sôbre a vida. Em lugar das nossas opiniões distorcidas do passado, recebemos então sabedoria divina e visão, que são descritas como "os olhos iluminados da mente" (Efésios 1:18). 

Ela salva as almas dos pecadores

Devemos receber a Palavra em humildade, pois a sua mensagem  pode salvar as nossas almas (Tiago 1:21; 1ª de Pedro 1:23). O Senhor Jesus ensinou intensivamente os discípulos e abriu o seu entendimento, de forma a poderem compreender as Escrituras que testemunham de Si (Lucas 24:44-45; João 5:37-40). Se rejeitassem a Palavra, morreriam nos seus pecados (João 8:24). Jesus repreendeu-os porque a Sua Palavra não encontrava lugar n'êles (João 8:37). A razão mais importante do seu ressentimento contra a Palavra, era a opinião perversa e caprichosa dos dirigentes espirituais de Israel, que enganavam a nação e assim fechavam o reino do céu ao povo (Mateus 23:13).

Ela é espírito e vida

As palavras de Cristo são espírito e vida (João 6:63). Depois de têrmos nascido de novo, devemos alimentar-nos diàriamente com a Palavra, para nos tornarmos  Cristãos maduros, na medida da estatura da plenitude de Cristo (1ª de Pedro 2:2; Efésios 4:13-14; e1ª a Timóteo 4:6). Êste alimento espiritual é essencial (Lucas 4:4). Devemos orar para ser cheios com o Espírito Santo, pois apenas Êle pode ensinar-nos e guiar-nos no que se refere a toda a verdade da Palavra de Deus (João 14:26; 16:13 e 1ª aos Coríntios 2:10).

Ela é uma espada de dois gumes

A Palavra é como uma espada de dois gumes, que penetra até ao mais íntimo do nosso ser, onde discerne os pensamentos e intenções dos nossos corações (Hebreus 4:12). Ela revela-nos quais os pensamentos que são carnais e quais são espirituais.

Ela dá direcção às nossas vidas

Ela afasta os nossos passos dos caminhos do pecado e da iniquidade (Salmos 119:101,133; Josué 1:7). Ao aceitarmos as promessas da Bíblia com fé, guardamos a Palavra de Deus nos nossos corações, para não pecarmos contra Êle (Salmo 119:11). As vidas de todas as pessoas que não estão ancoradas em Cristo e na Sua Palavra, estão construidas na areia. Por certo cairão e sofrerão eterna mágua, ao enfrentarem as tempestades dos Julgamentos de Deus (Mateus 7:24-27).

Ela ilumina as nossas vidas

Todos os Cristãos devem deixar brilhar a luz da Palavra de Deus no mundo,  para que todos os pecadores se arrependam (Actos 26:18).Todas as pessoas não salvas são apanhadas pelo negrume do pecado, e devem abandonar a escuridão de Satanás e entrar na maravilhosa luz de Deus, por meio do renascimento espiritual. É à luz da Palavra de Deus, que nós compreendemos que somos pecadores e que necessitamos ser salvos (Efésios 5:14).

Ela revela-nos o futuro

Uma das partes importantes da Palavra de Deus é a das profecias que revelam os acontecimentos futuros. O apóstolo Paulo diz-nos que não devemos desprezar as profecias. (1ª aos Tessalonicenses 5:20). É-nos prometida uma bênção especial, quando estudamos a Palavra profética e recebemos a sua mensagem no coração (Apocalipse 1:3). Ela reafirma a certeza da nossa esperança em Cristo, informando-nos ao mesmo tempo àcerca das estratégias futuras que Satanás empregará nos seus esforços constantes para enganar os Cristãos.

A Palavra não voltará a Deus vasia

A Palavra de Deus ou conduz à salvação e ao crescimento espiritual das pessoas, ou à sua condenação devido a não acreditarem: Ela não voltará às mãos de Deus vasia (Isaías 55:10-11). A Palavra de Deus será cumprida em todos os aspectos (Apocalipse 17:17) – tanto para os crentes como para os não-crentes (Números 23:19). Devido à Sua perfeita sabedoria, Deus sabe o que vai acontecer no futuro. Por êsse motivo, Êle pode prover todas as nossas necessidades antes do tempo, e ao mesmo tempo anunciar penalidades apropriadas contra os maus (Apocalipse 20:15). O Senhor não  tem prazer na morte dos maus, antes, deleita-se no seu arrependimento (Isaías 55:6-7). É por isso que a mensagem do arrependimento é prègada a todas as nações (Actos 17:30-31). Tendo em vista êstes factos, devemos agarrar-nos firmemente à Palavra da vida (Filipenses 2:16).

A Palavra é válida para sempre

"A Palavra do Senhor dura para sempre" (1ª de Pedro 1:25; Mateus 24:35). Ela permanecerá sempre efectiva, nunca perderá relevância nem será considerada supérflua, e prevalecerá depois  dos actuais céus e terra terem deixado de existir. Toda a palavra se cumprirá. Juntamente com o salmista, temos todos os motivos para nos alegrarmos no nosso Deus eterno, na sua eterna Palavra e Suas duradoiras bênçãos (Salmos 19:9-10; 29:10; 37:18; 44:8; 73:26; 92:8; 111:3; 119:93,160; 135:13).

Revelações extra-bíblicas

O Senhor Jesus fala convosco através da Sua Palavra? Ou será que esperais  que Êle vos fale de outras maneiras fora da Sua Palavra? Oswald Chambers, (autor do livro “O meu Melhor para o Seu Mais alto” ) explica êste ponto da seguinte maneira: “Jesus diz: ‘As palavras que vos dirijo São espírito, e são  vida ‘ (João 6:33). Esta é a maneira como Deus nos fala,  não por meio de visões e sonhos mas sim por meio de palavras. Quando uma pessoa vem a Deus, é pelo mais simples dos caminhos – palavras.”

Nós podemos evitar muitos desapontamentos, se observarmos o são princípio de sola scriptura (apenas a Palavra). Mesmo quando somos tentados a dar significado a sonhos e visões, continuamos a ser proibidos de  transmitir essas mensagens a outras pessoas, como sendo a vontde de Deus. Nós só temos um comando claro relativamente à vontade de Deus: “Prègai a Palavra! Estai prontos em tempo e fora do tempo” (2 Timóteo 4:2). Deus revelou-nos todo o Seu conselho na Bíblia (Actos 20:27). Dirigí os vossos passos de acôrdo com a Sua Palavra! (Salmo 119:133).

Compromisso pessoal

Aceito a Bíblia como a Palavra inspirada e infalível de Deus. Éla é um dom precioso do céu, visto que Deus Se revelou através dela  à humanidade. As Escrituras sagradas não só nos dão a promessa do perdão dos  pecados,  e a vida eterna, como também instruções sôbre como construir, fortalecer e  manter esta vida, com o fim de atingirmos todo o seu potencial. Por meio da Sua Palavra, o Senhor deseja fazer de mim um servo completo, cuidadamente equipado para todas as boas obras. Que Êle me livre da ignorância da Sua Palavra, que é viva e poderosa, de forma a eu nunca ser culpado da seguinte admoestação: "Estás enganado, não conhecendo as Escrituras nem o poder de Deus" (Mateus 22:29). Possa a Palavra de Cristo residir rica em mim (Colossenses 3:16), para que possa enraizar-me e firmar-me no Seu amor" (Efésios 3:17). "Eu afastei os meus pés de todos os maus caminhos" (Salmo 119:101).

Perguntas

1. Explique se a Bíblia é a palavra  dos homens ou a Palavra de Deus.

2. Que relação existe entre Jesus Cristo e a Palavra?

3. Explique o papel da Bíblia como espada de dois gumes.

4. Como é que a  Bíblia está relacionda com a nossa salvação?